Existe mesmo passagem aérea com desconto de 50% ou mais? Desconfie sempre!

Cada vez mais comum, a fraude de passagens aéreas tem feito muitas vítimas. Entenda como funciona esse golpe e previna-se, consultando sempre o seu Agente de Viagens de confiança.

Você já recebeu promoções de alguma agência de viagens que nunca ninguém ouviu falar, oferecendo 50% de desconto, ou mais, em passagens aéreas, em relação ao valor encontrado nos sites das companhias aéreas? Todo mundo quer economizar, não é mesmo? Mas desconfie sempre.

Normalmente neste tipo de golpe, o "falso agente" atende por WhatsApp ou Facebook e vende passagens aéreas somente para datas próximas. Além disso, a única forma de pagamento aceita é a transferência bancária.

Funciona assim: muitos bandidos clonam cartões de crédito de terceiros e os utilizam para comprar passagens aéreas. Daí revendem essas passagens com enormes descontos para outras pessoas, que acabam se envolvendo na confusão e no crime. Quando você transfere o valor para o bandido, ele fica com seu dinheiro e quem na verdade paga o valor real da passagem é o terceiro lá do início da história. Há um verdadeiro mercado ilegal de números de cartões de crédito para alimentar esse tipo de golpe.

Você pode ser perguntar, então, como a companhia aérea, ou a operadora do cartão de crédito não detectam o golpe? Detectam sim! Mas como levam alguns dias, você já terá partido usando a passagem comprada através de criminosos. Porém, se o esquema for detectado antes, você pode ser pego tentando embarcar e a transação ter sido cancelada por causa de fraude. Imagine a cena!

Essa forma de agir é a única em que o "falso agente" consegue vender uma passagem que custou 4800 reais por 2000 reais ou menos.

Como evitar esse tipo de golpe?

Desconfie sempre de ofertas "incríveis demais". Lembre-se que: "quando a esmola é muita, o santo desconfia". O mais seguro é realizar a compra de sua passagem através de uma Agência de Viagens legalmente constituída e que tenha vasta experiência de mercado.

A Zeos Travelling Agência de Viagens está há 32 anos no mercado e possui registro junto ao Ministério do Turismo.

Para terminar deixamos abaixo um print da tela de um cliente nosso que quase caiu no golpe, mas que buscou orientação conosco em tempo.

 

golpe de passagem

 

 

Grávida pode viajar de avião? A primeira resposta para essa pergunta é DEPENDE DO SEU MÉDICO, da SUA SAÚDE e da SAÚDE DO SEU BEBÊ. Estando tudo isso ok, minha resposta é SIM, claro que grávidas podem viajar de avião!

Não há restrições das companhias aéreas para viajar grávida no primeiro e segundo trimestres da gestação. Muitos médicos recomendam que viagens não sejam realizadas nos três primeiros meses da gravidez, por ser um período com maior probabilidade de aborto. Eu viajei várias vezes nesse comecinho e ocorreu tudo bem. Na verdade, por ser um período em que as mudanças físicas são mínimas (sem barrigão e pouca dor nas costas), acaba sendo mais confortável estar mais horas em uma aeronave nesse começo mesmo.

Porém, é nessa época que as gestantes costumam mais passar mal com enjôos e sonolência. Se você é uma grávida que está passando muito mal no comecinho, com certeza é melhor evitar uma viagem longa.

No 4º mês começa a melhor fase para viajar!  Os enjôos costumam melhorar e a forma física ainda é ótima. Existe a “lenda” de que grávidas só podem viajar até o 7º mês de gestação, mas a maioria das cias áreas presentes no Brasil permitem um pouco mais, apenas com a apresentação de um atestado médico. Como é o caso da LATAM e da Azul, que permitem voar apenas com atestado até a gestante completar 36 semanas, o que equivale a mais do que 8 meses. Minha última viagem foi São Paulo – Cuiabá – São Paulo (2h de viagem, cada trecho), com 34 semanas.

 

Dicas e cuidados para a gestante viajar de avião

 

Antes da viagem, indico estar com o atestado médico e com boa saúde, conforme já falamos. Recomendo utilizar roupa MUITO confortável e estar com todos os contatos à mão (médico, seguros etc.). Importante também levar a sua farmacinha, com itens que grávida pode tomar (checar com seu médico o que ele autoriza ou não), principalmente remédios para enjôo, náuseas, azia e dores musculares/de cabeça.

É muito importante descansar bastante antes da viagem (isso de viajar cansado para ter mais sono durante o voo não está com nada), bem hidratado e bem alimentado. Evite comer pesado antes da viagem e, como durante toda a gravidez, não coma carnes e vegetais crus, e nada que possa te causar um mal estar, dor de barriga, alergias ou intolerâncias. Refrigerantes antes e durante a viagem também não costumam cair bem!

Não é bom ficar sentada sem se movimentar por muito tempo, por isso sempre considere fazer pequenas andadas e alongamentos durante a viagem (por conta do inchaço). Como a vontade de fazer xixi aumenta durante a gravidez, indico também sempre sentar no corredor, já que você vai ter que levantar mais do que um passageiro normal.

Por passar muito tempo sentada, visando evitar inchaços nos pés e pernas, eu sempre uso meias de compressão. Ajuda muito até em voos curtos! No último que fiz, com 34 semanas, esqueci as meias e acabei não comprando uma no aeroporto porque o voo era de apenas 2 horas. Cheguei com os pés tão inchados que pareciam duas batatas! Rsrs.

Para evitar ficar desidratada, é bom tomar BASTANTE água antes e durante o voo! Bastante mesmo, tipo 1L a cada seis horas.

Além dos citados acima, importante usar bastante repelente por conta do surto de zika e agora de febre amarela, caso você não seja vacinada. E evitar zonas com mais infestação de mosquitos. Sei que no calor é complicado, mas eu procuro usar mais calças e mangas também.

O importante, para poder viajar tranquilamente, é você estar com a cabeça tranquila! Conheço grávidas que estavam com a saúde perfeita, com o bebê super bem e com a autorização do médico para a viagem e que mesmo assim, não se sentiam confortáveis e tranquilas para entrar em um avião. Se sua cabeça não estiver bem, é melhor mesmo não ir!

 

Existe destino ideal para viajar grávida?

 

Não existe “destino ideal”. Eu acho que é importante evitar lugares muito remotos, longe de hospitais (imagina ter uma emergência e não existir hospitais por perto?). Também acho importante evitar lugares com muito mosquito e mais casos de Zika, Malária e outras doenças bem complicadas para uma gestante.

Já no último trimestre da gravidez, por não ser nada confortável viajar com o barrigão, indico também evitar lugares muito distantes, que exigem muitas horas seguidas de voo para chegar.

Outro ponto importante são os lugares com muita altitude, como por exemplo, Machu Picchu no Peru, Deserto do Atacama no Chile… Muitos médicos dizem não haver contra-indicação viajar para altas altitudes durante a gravidez, caso você esteja em uma fase “tranquila” da gestação (no segundo trimestre, por exemplo). Mas, mesmo não gestante, já é comum sentir falta de ar e não passar bem em um lugar assim, então analise seu caso e reflita.

Eu acabei desistindo de uma viagem linda ao Peru por medo de passar mal. Mas, como vou contar pra vocês no tópico seguinte, fui para muuuuito longe (Nova Zelândia e Fiji) com 4 meses (16-18 semanas) e viajei até as 34 semanas (8 meses) de gravidez!

Dizem para evitar voos em aeronaves muito pequenas, sem pressurização da cabine, para não faltar oxigênio. Porém, nessa viagem para a Nova Zelândia e Fiji, acabei pegando alguns voos panorâmicos em aeronaves bem pequenininhas, monomotor, sem cabine pressurizada.

Como a vontade de fazer xixi é muito mais frequente, considere destinos e atividades com banheiros. Como o cansaço durante a gravidez é muito maior, caso você não seja um atleta, evite destinos com muitas trilhas e que exijam muito esforço físico. E, claro, atividades radicais, nem pensar, né?! Apesar de ter ido para a Nova Zelândia, óbvio que não saltei de bungy jump! Rs.

 

Minha dica final é:

 

Respeite seu corpo, seu tempo, seu bebê… Se estiver cansada, durma. Viaje com a mente tranquila, disposta a faltar alguma atividade caso sinta necessidade. Não se cobre. Estava indisposta para sair para jantar? Que mal tem pedir um room service? Esse tipo de atitude é ESSENCIAL para conseguir viajar bem!

Agora… você e seu bebê estando saudável e seu médico de acordo com a viagem, minha dica é: VIAJE!!! Faz muito bem para o corpo e mente! Sem falar de que as fotos ficarão ainda mais lindas e especiais com o barrigão aparecendo!

 

Matéria originalmente publicada em: http://www.embarquenaviagem.com/2018/02/28/gravida-pode-viajar-de-aviao/

Todos os direitos reservados de texto e imagem para o autor. Não deixe de acessar e prestigiar o artigo original.

Deseja conhecer Caldas Novas e desfrutar de tudo que ela tem a oferecer? Selecionamos algumas atrações que vão além dos parques de águas quentes para que você possa viver uma experiência única.

 

1. Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN)

Parque Estadual da Serra de Caldas NovasO PESCaN é uma excelente opção para escapar do agito e conhecer as belezas naturais da região. Criado na década de 1970 com a função de conservar os mananciais das águas termais de Caldas Novas, está organizado para acolher os turistas e proporciona a observação de uma vasta fauna e flora, com trilhas, mirantes e cachoeiras. Há cinco minutinhos do centro da cidade, ainda conta com guias turísticos para melhor orientar os visitantes, com visitas mediante agendamento.

 

 

Contato: Sede do parque - (64) 3453-5805
Como chegar: Avenida Bento de Godoy, em direção a Uberlândia. Após o trevo, siga pela rua de asfalto.
Foto: By Andrevruas (Own work) [CC BY 3.0 (https://na.zeos.gdn/2FR6Rpy) or GFDL (https://na.zeos.gdn/2Bf8GcE)], via Wikimedia Commons. (https://na.zeos.gdn/2Dk1526)

 

 2. Jardim Japonês

 Jardim JaponêsO Jardim Japonês é outra opção para os visitantes de Caldas Novas. Construído por um paisagista japonês na década de 1980, desperta harmonia e paz de espírito para os turistas, que se livram do estresse do cotidiano e recarregam as boas energias. Aberto à visitação turística de 8h00 às 17h00 com valor da entrada estimado em R$ 5,00.

 

 

 

Contato: (64) 3455-9393
Como chegar: Logo na entrada da cidade à Rodovia GO-490.
Foto: By Grupo Di Roma (https://na.zeos.gdn/2DjYFg8)

 

 

 3. Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Salette

Santuário Diocesano de Nossa Senhora da SaletteO Santuário Diocesano N. Sra. da Salette, em Caldas Novas, possui uma das mais belas vistas da cidade, o que já vale a pena a visita. Instituído em 2004, está aberto aos locais, visitantes e peregrinos de todo o país.  Seu nome deriva das aparições de Nossa Senhora paraduas crianças, em 1846, na montanha de La Sallete, nos alpes franceses.

 

 

 

Contato: (64) 3455-2829
Como chegar: Rua 03, Sem Número, Quadra 14/18, Mansões Recanto da Serra.
Foto: Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Salette (https://na.zeos.gdn/2mKFe8R)

 

 

 4. Lagoa Quente de Pirapitinga

Poço do Cozinha OvoBandeirantes que desbravavam os interiores do Brasil, descobriram por volta do início do ano de 1777, em nome de Portugal, as encostas da Serra de Caldas Novas e a Lagoa Quente de Pirapitinga, que recebeu este nome por desaguar no Rio Pirapitinga. Dentre as várias fontes termais, a mais conhecida é a do poço do cozinha ovo, com temperatura média de 58°C.

 

 

 

Contato: (64) 3455-0150
Como chegar: Lagoa Termas Parque - Avenida Lagoa Quente, 5.
Foto: Blog Camping Indo Brasil Agora (https://na.zeos.gdn/2DOD804)

 

 

4. Cachaçaria Vale das Águas Quentes

Cachaçaria Vale das Águas QuentesConhecer a Cachaçaria Vale das Águas Quentes talvez seja um dos programas indispensáveis ao visitante de Caldas Novas. Durante a visita é apresentado todo o processo de fabricação de cachaças e licores e ainda é possível degustar essas bebidas tão tradicionais da região. De arquitetura rústica e acolhedora, com capela e jardins, a sede da empres nos transporta pela história do Brasil até a época dos senhores de engenho. Aberta a visitas agendadas, de segunda a sábado e feriados, das 09h00 as 18h00.

 

  

 

Contato: (64) 3453-3760
Como chegar: Avenida Cel. Bento de Godoy, 2000 - Estância Itanhagá.
Foto: Cachaçaria Vale das Águas Quentes (https://na.zeos.gdn/2DPghBD)

 

 

5. Doces Caseiros Vovó Maria

Doces Caseiros Vovó MariaCom receitas de família e tradição de mais de 55 anos, a doceria produz deliciosos doces caseiros, além de vender produtos regionais típicos do interior de Goiás, como licores artesanais, conservas e a esplendorosa geleia de pimenta. Para àqueles que são apaixonados por doces e compotas de todos os tipos, é um passeio que vale muito a pena.

 

 

 

Contato: (64) 3453-1462
Como chegar: Rua São Genaro, 22 - Solar de Caldas.
Foto: Blog Temporada Livre (https://na.zeos.gdn/2mTBuCW)

 

 

6. Empadão Goiano da Tânia

O Empadão Goiano da Tânia é um ótimo lugar para levar a família e se deliciar com esse tradicional prato goiano, que ainda é feito pela própria Tânia. Além do original sabor de frango, linguiça e queijo, há mais de 20 opções de sabores, salgados e doces, como as opções de pequi e guariroba e camarão com requeijão cremoso.

 

 

 

 

Contato: (64) 3454-5380
Como chegar: Rua Antônio Coelho de Godoy, 58, Centro.
Foto: Empadão Goiano da Tânia (https://na.zeos.gdn/2DkkOyG)

 

7. Feira do Luar

Feira do LuarA Feira do Luar é uma das mais populares da cidade, com grande variedade de comidas, artesanatos vestuário, artigos religiosos e à preços acessíveis. Tome cuidado com a pimenta de Goiás, mas não deixe de experimentar a pamonha com linguiça aprimentada. Conta ainda com parque de diversões, daqueles típicos do interior do Brasil. Acontece aos sábados, domingos e segundas-feiras das 18h00 as 23h00.  

 

 

Contato: Prefeitura Municipal de Caldas Novas - (64) 3456-1350
Como chegar: Rua Coronel Cirílo, sem número, Centro.
Foto:  Prefeitura Municipal de Caldas Novas (https://na.zeos.gdn/2DiEH5b)

 

 

8. Lago Corumbá

Lago CorumbáQuem procura aventura, emoção e esportes aquáticos não vai se decepcionar com o Lago Corumbá. Formado a partir de 1996, conta com 65 km² e lago abastece a Usina Hidrelétrica de Corumbá I. Perfeito para passeios de barcos, lanchas e jet-skis, possui opções de bares na orla e cachoeiras próximas a região. Há também a prática de pesca esportiva, com grandes campeonatos e eventos. Como todo lugar turístico, a infraestrutura conta muito e os vários clubes à margem do lago são uma ótima opção para os turistas.

 

 

Contato: (64) 3453-5975
Como chegar: Acesso pela Avenida Bento Godoy, sentido Uberlândia.
Foto:  Hotel Tayo (https://na.zeos.gdn/2Dnmg3j)

Seguro de Viagem

Faça a cotação e compre online o seu seguro de viagem nacional ou internacional